Seja bem vindo a Cia do Leite

Quem Somos

    Missão

    Levar soluções técnicas e gerenciais para os produtores de leite, indústrias e cooperativas. Participando do desenvolvimento de uma cadeia produtiva sustentável.

    Visão

    Ser uma empresa de assistência técnica conhecida nacionalmente pela aplicabilidade e transformação do seu trabalho nas fazendas produtoras de leite.

    Valores

    Prioridade, Inovação, Ética, Aplicabilidade e Conhecimento

Nossa História

A Cia do Leite foi criada em julho de 2014, iniciando seus trabalhos no varejo, com a comercialização de insumos para a produção de leite. Com o credenciamento da empresa no SENAR – MG para treinamentos de produtores nos cursos de formação profissional rural, o Diretor da empresa Ronaldo Carvalho, percebeu a grande demanda por assistência técnica nas fazendas. Diante desse cenário a Cia do Leite saiu do varejo e concentrou suas atividades na assistência técnica a produtores e treinamentos. Em outubro de 2015 com a regulamentação da Lei 13.137/15 através do Decreto 8.533/15 que vincula o aproveitamento dos créditos presumidos de PIS e COFINS, originados da compra do leite in natura, com o fornecimento de assistência técnica a produtores nas áreas de gestão, melhoramento genético, sanidade e boas práticas agropecuárias, a Cia do Leite teve suas atividades potencializadas.

Especialidades

Especializamo-nos na habilitação das indústrias para obtenção do crédito. Fazemos projetos, sólidos, no formato previsto pelo MAPA, dentro das áreas previstas na lei, com metas mensuráveis, atingíveis e desafiadoras. Os projetos são focados na melhoria efetiva dos produtores beneficiados e esse é o segredo da aprovação. Acompanhamos todo o trajeto do projeto até a publicação, fazendo as correções, se necessárias. Diariamente verificamos se o projeto foi publicado no Diário Oficial da União, assim que publicado informamos a indústria parceira. A execução do projeto, ou seja, a assistência e consultoria propriamente dita é realizada em perfeita conformidade com o projeto, gerando relatórios e evidências que confirmam a execução de cada etapa.

Prioridades

No trabalho na fazenda priorizamos para o produtor as etapas fundamentais para atingirmos nossos indicadores, orientamos da necessidade de realização de cada etapa. Os técnicos usam de seu conhecimento para promover as adequações necessárias as peculiaridades e orçamento de cada propriedade, sem que isso comprometa o alcance das metas estabelecidas. Procuramos sempre preparar o produtor para que ele consiga identificar as causas dos problemas da fazenda e, automaticamente, consiga implementar as soluções. Fornecemos aos produtores procedimentos operacionais, listas de checagem e protocolos que permitam aos produtores a desenvolverem métodos de executar e monitorar técnicas de manejos que foram validadas dentro de sua propriedade. Dessa forma, promovemos uma menor dependência do técnico para problemas operacionais e assim sobra tempo para projetar um futuro com menos surpresas e mais resultados positivos.

Serviços

Parceiros

Programa

Ministra Kátia Abreu lança política pública que beneficiará 80 mil produtores em 5 estados

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) investirão R$ 387 milhões, até 2019, no Programa Leite Saudável. A iniciativa visa a promover a ascensão social de 80 mil produtores e a melhorar a competitividade do setor lácteo brasileiro.

O conjunto de ações busca aumentar a renda dos produtores e melhorar a produtividade e a qualidade do leite, além de ampliar os mercados interno e externo. Farão parte do programa os cinco principais estados produtores de lácteos do país: Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Juntos, eles representam 72,6% da produção nacional.

O programa terá sete eixos de atuação: assistência técnica gerencial, melhoramento genético, política agrícola, sanidade animal, qualidade do leite, marco regulatório e ampliação de mercados.


O Leite Saudável é resultado de uma ampla parceria com as entidades representativas do setor produtivo, que foram permanentemente consultadas durante a elaboração do programa.

Além do Sebrae, apoiam o projeto a Embrapa, a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), a Viva Lácteos – Associação Brasileira de Laticínios, a G100 – Associação Brasileira das Pequenas e Médias Cooperativas e Empresas de Laticínios, a Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia) e associações de raças leiteiras.


O programa Leite Saudável também visa triplicar as exportações, com foco nos mercados da China – que compra 14% de toda a produção mundial de leite, o equivalente a US$ 6,4 bilhões – e da Rússia, que importa anualmente US$ 3,4 bilhões.

.Fiscalização e melhoria dos laboratórios de referência.

A maioria das indústrias estão investindo a parte obrigatória dos seus créditos de PIS e COFINS na melhoria da qualidade do leite.

A hora de melhorar é agora se informe na indústria que você fornece o leite e receba uma visita técnica


A fim de ampliar a produtividade dos rebanhos, o MAPA intensificará o Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal.

De olho na saúde humana e novos mercados.


Com o objetivo de elevar os índices de produtividade do rebanho leiteiro, o MAPA e o Sebrae selecionarão agricultores com potencial de adotar práticas de melhoramento genético, ampliando em 30% a 40% o uso de inseminação artificial.

O programa também fornecerá embriões geneticamente melhorados a 2.400 propriedades.


Técnicos serão treinados e pagos para, durante 3 anos, levarem assistência técnica e gerencial aos produtores, com o objetivo de melhorar a produtividade e a qualidade do leite, ampliando a renda do produtor. Com maior competitividade, será possível elevar 80 mil produtores das classes D e E para a classe C. Transportadores e técnicos dos laticínios também estão no foco do programa.


Facilidade de acesso ao crédito de programas subsidiados.

  • PRONAF – Crédito para agricultura familiar;
  • PRONAMP – Crédito para médios produtores;
  • INOVAGRO – Crédito para inovação tecnológica para produção agropecuária.

Juros variam de 2,5% a 7,5%.


O ministério vai atualizar e adequar as legislações do setor lácteo, a fim de garantir a qualidade dos produtos e a saúde pública, diminuir os custos de produção e gerar renda aos produtores.

Através da Lei 13137/15 regulamentada pelo Decreto 8.533/15 as indústrias de laticínios para receberem um crédito dos impostos PIS e COFINS, ficam obrigadas a investirem 5% dos créditos efetivamente aproveitados em capacitação dos produtores rurais, assistência técnica a gestão ou boas práticas agropecuárias, ou desenvolver programas de melhoramento genético e sanidade animal.


Projetos

Laboratório

A qualidade da água utilizada para fornecimento aos animais e tambem para limpeza dos equipamentos de ordenha e tanque de resfriamento é determinante na busca por melhores resultados na produção leiteira, com significativo impacto na qualidade do leite.

Baixe a interpretação do Laudo da Análise de água:

A água deve ter sua qualidade monitorada, sendo responsável pela rentabilidade e sucesso da atividade leitera. Recomenda-se a realização a cada 6 meses das análises físico-química e microbiológica das fontes de água utilizadas na propriedade.

Em nosso laboratório, contamos com profissionais especializados e capacitados para a atividade. Faça sua análise conosco!

Nossa Revista - Últimas Edições

Conheça nosso canal

VACAiado - Episódio "Bolsa Novilha"

VACAiado - Episódio "Vacas de Batom"

VACAiado - TÔ CHEGANDO!!!

Fale Conosco

Cia do Leite LTDA - ME

   José Maria de Azevedo, 262, Jardim Fabiana, Lavras - MG - CAIXA POSTA: 3045 , Cep: 37.200-000

    (35) 3409-7434 (35) 9 9974-7434

   comercial.ciadoleite@gmail.com

Envie sua mensagem